Conheça o ‘top five’ das modelos mais requisitadas do mundo

Gisele Bündchen foi eleita a top model mais bem paga do mundo, enquanto Kate Moss é considerada a mais famosa. Todavia, o mundo da moda conta com nomes pouco familiares e que trabalham muito mais, como divulgou o jornal britânico Daily Mail desta sexta-feira (1).
Uma pesquisa realizada pelo site Fashion Spotdestacou que a modelo polonesa Anja Rubik tem sido a top mais ocupada entre os meses de abril do ano passado e de 2011. Aos 26 anos ela posou para 59 capas de revistas e desfilou para 43 estilistas. Já a lanterninha é Constance Jablonski, 20 anos, que desfilou para 83 estilistas no prazo de um ano e estampou 46 capas de revistas.
A holandesa Freja Beha Erichsen, “medalha de prata” da lista, é popular no mundo da moda, sendo o rosto de campanhas de Chanel e Valentino, posando para 65 capas e desfilando em 51 passarelas em um ano, além de estrelar o curta-metragem de Karl Lagerfeld.
A dinamarquesa Lara Stone é a terceira na lista das “top Five” mais requisitadas, graças ao seu contrato com a Calvin Klein, desfilando apenas duas vezes, mas fazendo 47 capas de revistas.
A quarta modelo é Abbey Lee Kershaw, 24 anos, que já desfilou para Chanel e Tom Ford e tem sido apontada como a nova Elle Macpherson. E se a quantidade de trabalho não dá muitos indícios da popularidade da top, a quantidade de seguidores no Twitterconsegue ser mais exata, assim como o número de vezes que seu nome é pesquisado no Google.
1. Anja Rubik: 26 anos, 59 capas de revistas, 43 desfiles, 54.508 seguidores no Twitter e 2.67 milhões de pesquisas com seu nome
2. Freja Beha Erichsen: 24 anos, 65 capas, 51 desfiles, 23.441 seguidores e 1.52 milhões de pesquisas com seu nome
3. Lara Stone: 27 anos, 47 capas, 2 desfiles, 17.361 seguidores e 1.71 milhões de pesquisas com seu nome 
4. Abbey Lee: 24 anos, 48 capas, 53 desfiles, 10.499 seguidores e 3.04 milhões de pesquisas com seu nome
5. Constance Jablonski: 20 anos, 46 capas, 83 desfiles, 9.161 seguidores e 0.7 milhões de pesquisas com seu nome
Foto: Getty Images
Fonte: TERRA
Anúncios

Duda Bündchen, sobrinha de Gisele, desponta na moda

Duda tem sobrenome valioso no mundo da moda: Bündchen. Aos 4 anos, a pequena tem atraído a atenção dos holofotes fashion e já garantiu um contrato de exclusividade com a marca catarinense Brandili até abril de 2012.
Sobrinha de Gisele Bündchen, Duda chegou a ser cotada para estrelar uma campanha da C&A ao lado da tia top, segundo o jornal O Dia.
Nas telinhas, Duda fez um comercial de 30 segundos baseado em aventuras que se passam dentro de um videogame sob o cenário de Nova York e Londres para apresentar a campanha de primavera da marca em que é o rosto principal.
Com os cabelos louros cacheados e olhos claros, Duda tem os traços de Gisele e, como mostra uma das fotos da galeria, a menina já sabe andar cruzando as pernas tal qual a über brasileira. Clique na aba e veja fotos da menina.
Duda Bündchen tem 4 anos e já fechou contrato de exclusividade até abril de 2012 com marca de Santa Catarina
Duda Bündchen é sobrinha de Gisele Bündchen
A pequena é toda cheia de graça
Repare nas ondulações dos cabelos e no olhar de Duda. Características que lembram as de Gisele, não?
Duda durante fotos da campanha primavera 2011 da Brandili, marca em que é garota propaganda
Duda na tendência das estampas floridas
Eduarda Bündchen, conhecida como Duda, é filha da irmã mais velha de Gisele, Raquel Bündchen
Duda e seu companheiro Pedro Vitor durante a campanha de primavera 2011 da Brandili
O début de Duda na moda aconteceu este ano
Boatos davam que Duda estrelaria uma campanha ao lado de sua tia, Gisele. A informação não foi confirmada

Fotos: Divulgação
Fonte: TERRA

Kate Moss se casa de véu e vestido "off-white" assinado por John Galliano

Stella McCartney, Naomi Campbell e Jude Law estavam entre os convidados da cerimônia

Foto: Getty Images

Kate Moss e Jamie Hince: recém-casados

Kate Moss se casou nesta sexta-feira (1) com o roqueiro Jamie Hince, em uma cerimônia perto de sua casa de campo no oeste da Inglaterra. Este foi o início de três dias de celebrações, segundo informou a imprensa britânica, que descreve o evento como “uma mistura entre Glastonbury e o Ritz”.

A top inglesa, uma das mulheres mais fotografadas do mundo, tentou manter em segredo a cerimônia, antecipada há meses pela imprensa. Mas os toldos montados nos fundos da casa e o importante dispositivo de segurança não deixam lugar para muitas dúvidas.
Moss, de 37 anos, e o guitarrista do grupo The Kills, de 42, se casaram em uma paróquia próxima à casa de 10 quartos na cidade de Little Faringdon (Oxfordshire).
Foto: AP

Kate Moss e Jamie Hince entre as daminhas de honra

A noiva usou um vestido desenhado pelo estilista britânico John Galliano, demitido pela Dior por declarações antissemitas e que está sendo julgado em Paris. Entre os convidados dos festejos, que incluíram apresentações musicais ao ar livre como em um festival, estão as estilistas Vivienne Westwood e Stella McCartney, a modelo Naomi Campbell e o ator Jude Law.

Foto: AP

O beijo dos noivos

Moss e Hince se conheceram em 2007, pouco depois do fim do relacionamento da modelo com o polêmico músico Pete Doherty, ex-vocalista dos grupos “The Libertines” e “The Babyshambles”. A modelo tem uma filha, Lila Grace, de oito anos, fruto de um relacionamento com o jornalista Jefferson Hack.

Esquema de segurança

Um forte esquema de segurança foi montado na pequena localidade do sudeste da Inglaterra para a cerimônia de casamento de Kate e Jamie. A região de Cotswolds, onde ficam várias aldeias bucólicas, está tomada por policiais e seguranças, que controlam o acesso à localidade de Southrop, onde foi realizado o casamento.
Os policiais também estão presentes na entrada da localidade vizinha de Little Faringdon, onde, segundo a imprensa, será realizada a celebração de três dias. Várias estradas foram fechadas e os agentes tentam garantir que só os convidados e moradores tenham acesso a determinadas regiões.

Fonte: IG GENTE

Alta costura “boa para cachorro”

Somente nos Estados Unidos mercado para animais de estimação movimenta US$ 47,4 bilhões por ano. E o luxo já chegou ao setor

Por Agência EFE
Modelos caninos exibem suéteres de fibra de alpaca da Wof Couture, feitos na Bolívia

pioneira boliviana na alta costura para cães é Paola Zapana, jovem microempresária, especializada em moda para animais de estimação, que exporta para os Estados Unidos peças de alpaca e do tradicional “aguayo” andino, tecido feito à mão com desenhos geométricos, típico dos povos quíchua e aimará, sob a marca Wof Couture.

A empreendedora Paola Zapana

A paixão de Paola pela roupa para cães despertou há seis anos, quando ganhou sua “filha” Margarita, uma simpática e educada cocker spaniel inglesa. Na Bolívia, então a ideia de cuidar, mimar e vestir o animal de estimação “para prolongar seu período de vida” não estava tão desenvolvida e a empresária não conseguiu achar no mercado roupa que identificasse sua Margarita como fêmea.
“Comecei a comprar para ela roupa pela internet vinda dos Estados Unidos, mas tudo o que comprava era feito na China, Índia e Hong Kong. Eram coisas bastante simples; podiam ser feitas aqui”, diz Paola.
Um nicho de mercado 


Assim começou a gerenciar a empresa PUG Pet Fashion, para confeccionar e vender roupa fina para cachorros no mercado local, com o lema “onde se encontra um vazio no mercado, há possibilidade de negócio, porque alguém tem que preenchê-lo”. Paola lembra que então estava fazendo um mestrado em administração de empresas e decidiu apresentar o plano de negócios de sua firma de roupa canina como tese, perante a surpresa, riso e ceticismo de seus companheiros e professores.

A surpresa de todos foi maior quando a empreendedora não só conseguiu a segunda nota mais alta no mestrado, mas aceitou o risco e investiu todas as suas economias para montar sua empresa. Os primeiros frutos começaram a aparecer em 2007, quando lançou na Bolívia a primeira “Coleção Outono-Inverno da PUG”, uma linha que segue as tendências americanas de moda canina, com tecidos de boa qualidade, cores vistosas e modelos inovadores.
Pouco a pouco, Paola abriu campo no mercado boliviano, mas sempre impulsionada por uma meta maior: exportar suas peças finas de alpaca e outros camelídeos andinos para os EUA. “Lá, ao contrário de outros países, inclusive os europeus, há dados impactantes do consumo relacionado com a criação e o cuidado de mascotes”, diz.


Com o mercado boliviano consolidado, a empresária decidiu dar um salto para o maior mercado consumidor do mundo, onde um dos poucos setores que não foi muito afetado pela crise financeira é o da venda de acessórios e roupa para cães.
Paola decidiu apostar nas matérias-primas dos Andes, sempre chamativas e de grande aceitação no exterior, para fazer as peças de alta costura para cães. No final de 2007, ela fez seus primeiros modelos de casacos para cachorros com fibra de alpaca de Suri e alpaca-bebê, que são “muito finas e mais resistentes que o cashmere” (caxemira), e os enviou para a semana da Moda Canina de Nova York de 2008.

Lãs de camelídeos andinos
Foi aceita e assim chegou aos EUA a marca boliviana Wof Couture, com abrigos e suéteres de fibra de alpaca para cães de raças pequenas, feitos pensando no outono e inverno do Hemisfério Norte.
Alguns casacos caninos são de cores inteiramente escuras, outros com dois tons diferentes, combinando alpaca com peles falsas, ou enfeitados com bordados, lantejoulas e botões, enquanto os suéteres são mais coloridos, majoritariamente de listras. Sem incluir envio nem transporte, um destes suéteres de alpaca custa US$ 28 e um casaco US$ 45, pagos com gosto pelos amantes dos animais de estimação.
Em 2009, a Wof Couture acompanhou a moda dos “aguayos”, divulgada na Bolívia pelo presidente Evo Morales, em cujas jaquetas costuma incluir desenhos desse material, e a firma incluiu em sua oferta jaquetas e suéteres dessa tela andina.

Um mercado de US$ 47,4 bilhões

A despesa dos EUA em alimentos, remédios, roupa, cuidados e acessórios para animais de estimação atingiu em 2010 o nada desprezível número de US$ 47,4 bilhões, segundo a Associação Americana de Produtos para Animais de Estimação.

Para Carola Capra, diretora-executiva da fundação privada Novo Norte, o lucro de Paola se explica porque ela “se direcionou adequadamente” para um nicho “interessante” e combinou seu bom olfato para os negócios com “esforço, dedicação e amor pelos cães”.
“É uma iniciativa que mostra o ímpeto empreendedor dos jovens. Ela identificou uma oportunidade no mercado e viu que características poderiam diferenciar a proposta de uma oferta boliviana a partir de produtos próprios”, opina Carola, cuja organização promove o desenvolvimento de La Paz.
Gary Rodríguez, gerente-geral do Instituto Boliviano de Comércio Exterior, entidade privada que assessora os exportadores, assegura que “o comércio está aberto para todas as iniciativas, porque sempre haverá alguém disposto a comprar algo inovador”.
“O maior mercado consumidor do mundo, os Estados Unidos, não somente é importador de matérias-primas, mas também deste tipo de aprimoramentos, e quando alguém sabe descobrir isso, pode aproveitar e fazer um grande negócio”, afirma.
Rodríguez acrescenta que a Bolívia segue os passos de outros países neste campo, pois ao contrário do que ocorria há alguns anos, já não é estranho oferecer produtos “de luxo” para os animais de estimação, citando como exemplo os hospitais especializados instalados na cidade de Santa Cruz.
La Paz não fica atrás, pois nos últimos anos proliferaram as empresas de produtos para cachorros. Desde 2009, a empresa Valdivia oferece serviços funerários para mascotes, incluindo o enterro em seu cemitério “Amigo Fiel”.

Por Gina Valdivieso

Shakira é a nova estrela da Grendha

Inspirados no conceito Gipsy, forte tendência do verão, a Grendha traz com exclusividade a coleção Grendha Shakira Cigana Latina. Com o brilho das pedras e a beleza das joias ciganas, Shakira traz seu estilo Gipsy para a sandálias e rasteiras exclusivas da Grendha. Uma combinação perfeita!
Além da super estrela internacional, a marca confirmou a coleção Studio Grendha por Cris Barros. Com referências de peças que  a estilista gosta de usar, a coleção terá um espírito jovem, chique e moderno. É a Grendha cada vez mais inserida no mundo da moda!
Fotos: Divulgação

Fonte: MAUREN MOTTA