Quer sair por aí com um look prático, sem deixar o estilo de lado? Aprenda a usar o macacão!


Está difícil combinar as peças que você tem no armário e você cansou dos vestidinhos? Escolha um macacão

“Ele tem a praticidade da peça única: é só vestir e está tudo resolvido! Adicionando acessórios diferentes, ele também pode ficar de cara nova”, explica Gloria Kalil. “É o tipo de roupa que facilita muito a vida.”

E os modelos atuais combinam com diferentes situações: podem ir ao trabalho e até para aquela festa que exige uma produção mais elaborada. Alguns têm formas mais ajustadas ao corpo, outros são mais soltos – lembram pantalonas, com barras que quase tocam o chão ou param na altura da canela -, decotes profundos ou tomara que caia. Eles também podem ser mais sóbrios, lembrando uma uma camisa.

Tecidos tradicionais, como brim ou jeans, ainda são usados. Mas, eles se sofisticaram e podem ser encontrados em tecidos fluidos e com movimento ou lembrando peças de alfaiataria. 

Marcar a cintura – com um lenço ou cinto fino – é um ótimo recurso para deixar os macacões amplos com um ar mais elegante, além de espantar qualquer possibilidade do corpo parecer sem forma. E lembre-se: dividir a silhueta dessa forma pode acabar aumentando o bumbum. 

Nos pés, sapatos do mesmo tom do macacão alongam a silhueta. Para o dia a dia, sapatilhas, rasteiras e anabelas são boas soluções. E saiba que os saltos altos deixam o look apropriado até para programações noturnas.
 Giovanna Battaglia, da revista W, optou pelo macacão com calça mais curta e cintura marcada. Veja que, mesmo sendo alta, a stylist escolheu uma sandália de cor neutra – segredo para alongar a silhueta
Aqui, a fashionista dobrou a barra da macacão com cara de alfaiataria e o modelo ficou mais curtinho
 Veja como o macacão-pantalona é elegante! Para as mais baixinhas, investir em um salto altíssimo é essencial
 O modelo branco parece uma camisa na parte superior e tem as pernas mais justas
 Outro modelo com a calça mais justa! De novo, o cinto é uma boa solução para marcar a cintura e não acabar com a silhueta volumosa. Nesse caso, ela também cobriu o quadril com um blazer
O modelo tomara que caia ainda resiste e continua circulando pelas ruas, mas com shape atualizado e mais amplo

Fotos: Reprodução

Por Ligia Carvalhosa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: