Estilistas usam material reciclado e biodegradável em Londres


O mundo fashion é atacado frequentemente por atitudes politicamente incorretas, como o uso de peles de animais, o incentivo as modelos cada vez mais magras e ainda a exploração de mão-de-obra barata na cadeia produtiva. Para tentar combater essa imagem e os supostos desvios de conduta, o Comitê de Moda Britânico (BFC, na sigla em inglês) lançou o movimento batizado de “Esthetica”.
A iniciativa reúne estilistas e grifes que se comprometem com ao menos um dos três principais valores pregados pelo BFC: comércio justo, ética na cadeia produtiva e utilização de materiais recicláveis. Dezenove designers e marcas aderiram ao movimento neste ano e estão apresentando suas criações na London Fashion Week, coleção primavera/verão 2012.
Entre os destaques estão as bolsas produzidas pela Lost Property of London com retalhos e sobras de tecidos. Os acessórios também são feitos com materiais reutilizados, como sacas de café. A Soil Association, por sua vez, apresenta peças orgânicas como capas de chuva e casacos. Algumas criações da marca se decompõem completamente no solo.
A estilista Eva Zingoni expõe o que chama de “costura sustentável”, com uma coleção que utiliza como matéria-prima tecidos de luxo reciclados. Para a diretora-executiva da BFC, o movimento “Esthetica” tem se fortalecido a cada ano e reflete o apoio da indústria da moda ao design sustentável.
A liderança dessa iniciativa mostra a ética no mundo fashion, aliada a qualidade e diversidade. Por isso, a exibição dos estilistas envolvidos no “Esthetica” pode ser considerado um dos pontos altos da London Fashion Week.
O movimento “Esthetica” reúne estilistas e grifes que se comprometem com ao menos um dos três principais valores pregados pelo BFC: comércio justo, ética na cadeia produtiva e utilização de materiais recicláveis
Dezenove designers e marcas aderiram ao movimento a estão apresentando as criações na London Fashion Week
Entre os destaques estão as bolsas produzidas com retalhos e sobras de tecidos
Os acessórios também foram feitos com materiais reutilizados, como sacas de café
Alguns estilistas criaram peças que se decompõem no solo

Fotos: Ulisses Neto/Especial para Terra

POR ULISSES NETO

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: