Confira 7 dicas para você não comprar por impulso


Antes de comprar por impulso, pense se você realmente precisa da roupa

O fim de ano se aproxima e logo vão começar os bazares e as ofertas imperdíveis. E se você é daquelas que compra por impulso e, depois, se arrepende porque a peça não ficou legal ou simplesmente nunca usou o “objeto do desejo” escolhido, a consultora de imagem e estilo Márcia Jorge sugere responder a sete perguntas infalíveis antes de tirar da bolsa o cartão de crédito.

Em primeiro lugar, a especialista exemplifica uma situação hipotética: o manequim da vitrine de uma loja estava lindo, de sainha rodada de babados em seda, um cinto de franjas matador, colete floral com detalhes de ilhós na lateral sobre uma blusinha de renda, e nos pés, as tão desejadas espadrilhas (anabelas com solado de corda). “Qualquer mulher que passar por um manequim de vitrine, totalmente produzido, vai parar para conferir a produção maravilhosa, sem contar as que ‘sem pensar’ vão pedir para comprar o look completo”, afirmou.

E é aí que mora o perigo. “Muitas vezes nos encantamos com produções prontas em vitrines ou fotos, e esquecemos detalhes muito importantes que vão determinar se a aquisição vai ser um sucesso ou só mais uma despesa engordando a fatura do cartão”, disse. Imagine-se, então, diante do manequim de vitrine citado acima e responda às sete perguntas propostas pela stylist antes de adquirir uma ou todas as peças expostas.
– Esta roupa valoriza o meu tipo físico? (Por exemplo, se você tem quadris largos, a sainha de babados do manequim, já dançou).
– Esta roupa condiz com meu estilo? (Esta produção é muito sexy, despojada, se você é clássica maior parte do tempo, mais cedo ou mais tarde, vai se estranhar dentro dela).
– Esta produção está de acordo com a minha idade? (Sem preconceitos, só uma questão de bom senso. Aos 50 não combina usar microssaia de babadinhos).
– Vou usar esta roupa mais de uma vez? (Ou você pensa nela apenas para a festa que vai ter na próxima semana?).
– Ela combina com outras peças do meu guarda-roupa?
– As peças são de boa qualidade? (Nada de fiozinhos soltando, barra mal feita, botões frouxos).
– Eu fiquei linda com ela? (Muito mais linda que o manequim de plástico, caimento impecável). “Se você disse “SIM” as sete perguntas, aproveite suas roupas novas e fique atenta às oportunidades que os outlets reservam diariamente para renovar, sem esbanjar, o seu guarda-roupa”, conclui Márcia Jorge.

É preciso fazer algumas perguntas para si mesma antes de comprar. Por exemplo: esta roupa condiz com meu estilo? (Esta produção é muito sexy, despojada, se você é clássica maior parte do tempo, mais cedo ou mais tarde, vai se estranhar dentro dela)
Esta roupa valoriza o meu tipo físico? (Por exemplo, se você tem quadris largos, a sainha de babados do manequim, já dançou)
Esta produção está de acordo com a minha idade? (Sem preconceitos, só uma questão de bom senso. Aos 50 não combina usar microssaia de babadinhos)
Vou usar esta roupa mais de uma vez? (Ou você pensa nela apenas para a festa que vai ter na próxima semana?)
Ela combina com outras peças do meu guarda-roupa?
As peças são de boa qualidade? (Nada de fiozinhos soltando, barra mal feita, botões frouxos)
Eu fiquei linda com ela? (Muito mais linda que o manequim de plástico, caimento impecável)

Foto: Getty Images

POR ROSÂNGELA ESPINOSSI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: